CAPÍTULO 2 – FISIOLOGIA E ANATOMIA DO CORAÇÃO

Origem do batimento cardíaco e atividade elétrica do coração

O coração normalmente bate em uma seqüência ordenada, que começa com a contração dos átrios(sístole atrial), depois ocorre a contração dos ventrículos(sístole ventricular) e por fim ocorre a diástole, momento de relaxamento das quatro câmaras.
O batimento origina-se em um sistema de condução cardíaca, e é através desse sistema que o batimento propaga-se por todas as partes do miocárdio.
Esse sistema é composto por estruturas chamadas de nodo sinoatrial (nodo SA,também chamado de marca-passo cardíaco pelo fato de que a despolarização propaga-se dele para outras regiões antes de estas descarregarem espontaneamente), vias atriais internodais,nodo atrioventricular(nodo AV),feixe de HIS e seus ramos e o sistema de PURKINJE.
A sequência da transmissão dos impulsos começa no nodo SA(onde são gerados), passam pelas vias atriais para o nodo AV, e através desse nodo para o feixe de HIS e daí, por meio do sistema de Purkinje, vai para o músculo ventricular.(Ref: 2 –  pg.489-490).

A atividade elétrica cardíaca é a conseqüência do movimento de íons (partículas carregadas como sódio, potássio e cálcio) através da membrana celular.As alterações elétricas registradas dentro de uma única célula resultam no que é conhecido como o potencial de ação cardíaco.

No estado de repouso, as células musculares cardíacas estão polarizadas, o que significa que existe uma diferença elétrica entre o interior da membrana celular negativamente carregado e o exterior positivamente carregado. Logo que um impulso elétrico é iniciado, a permeabilidade da membrana celular se modifica e o sódio desloca-se rapidamente para dentro da célula, enquanto o potássio sai da célula.Essa troca iônica começa a despolarização(ativação elétrica da célula), convertendo a carga interna da célula em uma carga positiva .A contração de miocárdio sucede a despolarização.Á medida que uma célula muscular cardíaca é despolarizada, isso age com um estimulo para célula vizinha, fazendo com que ela se despolarize.A despolarização suficiente de uma célula do sistema de condução especializado resulta em, despolarização e contração de todo miocárdio.A repolarização(retorno da célula ao seu estado de repouso)corresponde ao relaxamento do músculo miocárdio.

Depois do rápido influxo der sódio para dentro da célula durante a despolarização, a permeabilidade da membrana celular ao cálcio é modificada. O cálcio entra na célula e é liberado a partir das reservas de cálcio intracelular. O aumento no cálcio, que acontece durante a fase de platô da repolarização, é muito mais lento do que o do sódio e continua por um período mais prolongado.

O músculo cardíaco apresenta um período refratário prolongado durante o qual ele não pode se reestimulado a se contrair. Existem duas fases período refratário absoluto e o período refratório relativo. Absoluto é o intervalo de tempo durante o qual o coração não pode ser reestimulado a se contrair, independente mente da força do estimulo elétrico. Despolarização é a parte inicial da repolarização, se o estimulo elétrico for mais forte que o normal, o miocárdio pode ser estimulado e se contrair. Esse período curto no final da repolarização é chamado de período refratário relativo.A refratariedade protege o coração da morte cardíaca súbita.(Ref: 3- pg. 686)

Anatomia do coração

Existem três camadas que compõe o coração, são elas: Endocárdio ( camada interna, de tecido endotelial que reveste o interior do coração e as válvulas), Miocárdio ( camada média constituída por fibras musculares , responsável pela ação de bombeamento ), e o Epicárdio ( camada exterior do coração ). O pericárdio é um fino saco fibroso que envolve o coração, que subdivide-se em outras duas camadas: Pericárdio Visceral ( aderido ao epicárdio ), e Pericárdio  Parietal ( um tecido fibroso forte que penetra os grandes vasos, diafragma, esterno e coluna vertebral, e ainda sustenta o coração no mediastino e envelopa o pericárdio visceral).

Há quatro compartimentos do coração que são responsáveis pelo bombeamento direito e esquerdo, o lado direito ( Átrio Direito e Ventrículo Direito ) distribui o sangue venoso, sem oxigênio e com gás carbônico, para os pulmões, pela artéria pulmonar, então ocorre a oxigenação. O átrio direito recebe o sangue que retorna da veia cava superior, veia cava inferior e seio coronário. Já o lado esquerdo do coração ( Átrio esquerdo e Ventrículo esquerdo ), distribui o sangue oxigenado por todo o corpo, por meio da aorta, circulação sistêmica, onde o átrio esquerdo recebe o sangue oxigenado da circulação pulmonar através das veias pulmonares.

O ventrículo direito contrai-se contrariamente a baixa pressão vascular pulmonar e apresenta paredes mais finas que o ventrículo esquerdo este com paredes duas vezes e meia mais musculares que aquelas do ventrículo direito, contrai-se contrariamente a pressão sistêmica alta. O ventrículo direito posiciona-se anteriormente, exatamente abaixo do esterno, e o ventrículo esquerdo localiza-se posterior ao VD.

Existem quatro válvulas cardíacas ( que permitem o sangue fluir em uma direção apenas), porém apenas dois tipos:

  • Atrioventriculares (separam os átrios dos ventrículos, são elas, a Válvula Tricúspide, e a Válvula Mitral, que é bicúspide que separa o Ventrículo Esquerdo do Átrio Esquerdo).
  • Semilunares ( compostas por três folhetos semelhantes a meias-luas. A válvula Pulmonar localiza-se entre o Ventrículo Direito e a Artéria Pulmonar. Já a Válvula Aórtica está entre ao Ventrículo Esquerdo e a aorta).


Artérias coronárias e seus ramos

Fornecem o sangue arterial para o coração. Essas artérias originam-se da aorta exatamente acima dos folhetos da válvula aórtica.

A artéria coronária esquerda possui três ramos: Ramo principal, chamada de artéria coronária esquerda e duas bifurcações que originam: a artéria descendente anterior esquerda, que faz trajeto para baixo, na parede anterior do coração, e a artéria circunflexa, que circunda a parede esquerda do coração.

A artéria coronária direita que progride na parede inferior do coração.A um ramo adicional a partir artéria coronária direita,e artéria descendente posterior. (Ref: 3- pg.683 a 685)


Figura 2 – Vista anterior do tórax, evidenciando o coração.

Perguntas/Respostas:

1) Qual a localização anatômica do coração?

R- O coração é um órgão em forma de cone com o tamanho aproximado de uma mão fechada, localizado entre os pulmões, num espaço chamado de mediastino. Ele é descrito como possuindo uma base, um ápice, e faces diafragmática e esternocostal, e quatro margens.

A sua base está localizada para cima, para trás e para direita, ao nível de segunda e terceira costela. Está principalmente formada pelo átrio esquerdo, parte do átrio direito, e a porção proximal dos grandes vasos que penetram pela parede posterior do coração.      Da base, o coração se projeta baixo, para frente e para a esquerda, terminando em um ápice arredondado, que ocupa o quinto espaço intercostal esquerdo, cerca de 8 cm da linha medioesternal. A face diafragmática é a região entre a base e o ápice, que repousa sobre o músculo diafragma. Ele envolve o ventrículo direito e esquerdo. A face anterior do coração, formada principalmente pelo ventrículo e átrio direitos, é denominada face esternocostal.

A margem superior do coração é a região por onde os grandes vasos entram e saem. Ela se situa ao nível do segundo espaço intercostal. A margem inferior se estendo por trás da porção inferior do esterno até o quinto espaço intercostal esquerdo onde termina o ápice. A margem direita se localiza cerca de 2,5 cm à direita do esterno. A margem esquerda se estende até o ápice, situando-se ao nível da junção da segunda costela esquerda com a respectiva cartilagem costal. (Ref: 6 – pg. 290-291)

2)Por que o miocárdio sofre infarto?

R- O infarto do miocárdio ocorre quando o suprimento de sangue a uma parte do músculo cardíaco é reduzido ou cortado totalmente. Isso acontece quando uma artéria coronária está contraída ou obstruída, parcial ou totalmente.

Com a supressão total ou parcial da oferta de sangue ao músculo cardíaco, ele sofre uma injúria irreversível e, parando de funcionar, o que pode levar à morte súbita, morte tardia ou insuficiência cardíaca com conseqüências desde severas limitações da atividade física até a completa recuperação.

O infarto do miocárdio é a causa mais freqüente de morte nos Estados Unidos.

O infarto do miocárdio pode também acontecer em pessoas que têm as artérias coronárias normais. Isso acontece quando as coronárias apresentam um espasmo, contraindo-se violentamente e também produzindo um déficit parcial ou total de oferecimento de sangue ao músculo cardíaco irrigado pelo vaso contraído.

Esse tipo de espasmo também pode acontecer em vasos já comprometidos pela ateroescleros. (Ref:4)

3) Qual a localização da porção de entrada das coronárias?

R- As artérias coronárias são os primeiros ramos colaterais da aorta, logo acima das válvulas semilunares aórticas. Os seios da aorta são reflexões acima das válvulas semilunares aórticas onde estão situados os óstios (a origem) das artérias coronárias.
A artéria coronária direita nasce na semilunar direita, ela desce sobre a face anterior do ventrículo direito até a face inferior do coração onde se divide em uma artéria póstero-lateral e uma artéria interventricular posterior. A artéria coronária direita vasculariza, sobretudo o ventrículo direito, o átrio direito e a face inferior do ventrículo esquerdo.
A artéria coronária esquerda nasce na semilunar esquerda. Ela começa em um tronco comum que se divide em duas artérias: interventricular anterior (IVA) e circunflexa. A IVA é a principal artéria do coração, com maior extensão, ela vasculariza as paredes anteriores e septal e aponta do ventrículo esquerdo. A circunflexa desce sobre a margem esquerda do coração no sulco atrioventricular evasculariza essencialmente a face lateral do ventrículo esquerdo conforme sua extensão, uma porção maior ou menor da face inferior do ventrículo esquerdo. (Ref: 5 – pg.61-63)

4) Sangue venoso da musculatura do miocárdio sai por intermédio de qual veia? E em que estrutura cardíaca?

R- Átrio Direito, o átrio direito recebe o sangue venoso, com pouco oxigênio, proveniente das veias cavas e envia-o, através da valva tricúspide, para o ventrículo direito. O ventrículo direito contrai-se ulteriormente, bombeando o sangue para fora do coração pela artéria pulmonar para os pulmões. (Ref: 9 )

Figura 3 – Coração

About these ads
Esse post foi publicado em Portifólio e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s